Menu

.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

RADIO  DOS FLASH BLACK
RADIO CRIATIVA

Clique aqui para editar.

Rotina do semiaberto é "mais difícil", diz advogado do caso Pimenta Neves

05 SET 2013
05 de Setembro de 2013

O criminalista Sergei Arbex Cobra disse nesta quinta-feira (5) que considera "mais difícil" de cumprimento o regime semiaberto que o fechado. Advogado da família da ex-jornalista Sandra Gomide, ele se referiu à decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo dessa terça (4) que favorecerá o jornalista Antonio Marcos Pimenta Neves, preso desde 2011 e condenado pelo assassinato de Sandra, ocorrido em agosto de 2000.

"Acredito que há uma dificuldade maior em se cumprir a pena em regime semiaberto do que em regime fechado. Porque [no semiaberto] o sujeito tem acesso à liberdade e precisa dormir na cadeia –e, se fizer qualquer coisa errada ou se não comparecer à noite, volta para o regime fechado", definiu o advogado.

Neves está preso na Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo. Com o regime semiaberto, ele poderá trabalhar durante o dia e voltar para a prisão à noite. Ele cumpre uma pena de 14 anos, dez meses e três dias de reclusão por homicídio doloso. Segundo a juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani, que concedeu o beneficio ao jornalista, ele "já implementou o requisito temporal para a progressão de regime prisional e mantém bom comportamento carcerário".

"Todo mundo tem o direito à progressão de pena, isso é constitucional. E ele cometeu o crime em uma época em que o beneficio da progressão considerava um sexto da pena cumprido, agora é dois quintos", observou o advogado.

Para Arbex Cobra, mais que a concessão do regime semiaberto, "o que é desabonador nesse caso é o tempo que o réu levou para ser julgado [11 anos] alguém que se confessava assassino, e não o benefício em si".

Segundo o advogado, os pais de Sandra não sabem da nova decisão judicial relacionada ao caso. "Mas eles já tinham conhecimento de que isso iria acontecer. E qualquer coisa que se fale sobre esse assunto causa neles um sentimento horrível --afinal, perderam uma filha pelas mãos de alguém que, no mesmo dia, havia levado uma cesta de café da manhã para eles. Bastam ouvirem o nome Pimenta Neves que ficam já ficam mal", afirmou Arbex Cobra.

Voltar

Tenha você também a sua rádio